Home / Blog / Governo assina convênio para construção do Hospital de Campanha de Altamira

Governo assina convênio para construção do Hospital de Campanha de Altamira

O governador do Estado, Helder Barbalho, assinou nesta terça-feira (19), no Centro de Convenções e Cursos, em Altamira, o contrato de convênio com o município para a construção de mais um Hospital de Campanha para atendimento de pacientes da Covid-19. No total, serão 60 novos leitos, dos quais 50 clínicos e dez de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“A partir de agora, a prefeitura já está liberada a fazer o processo de contratação, que será feito pela Secretaria de Saúde Municipal. O governo do Estado não terá participação na contratação. Somos o agente financiador, nesse caso. A gestão e contratação serão feitas pelo município”, disse o governador.
A unidade hospitalar vai possibilitar a implementação de mais leitos à rede pública de saúde voltada ao enfrentamento do coronavírus na Região Xingu, com apoio do Hospital Regional de Altamira, que atende a população de nove municípios: Altamira, Medicilândia, Brasil Novo, Pacajá, Uruará, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Vitória do Xingu e Anapu.

A assinatura do convênio teve a presença dos secretários de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Ruy Cabral, e de Transportes, Pádua Andrade; do prefeito de Altamira, Domingos Juvenil; e do secretário municipal de Saúde, Renato Mengoni Jr.

Reforço – Para o prefeito de Altamira, a assinatura do convênio entre as esferas estadual e municipal representa um esforço conjunto para levar atendimento à população. “Desde abril, a prefeitura vem tomando ações para proteger a população da Covid-19. O isolamento social é o que vai proteger cada um de nós. Trabalhamos agora para a construção do Hospital de Campanha, que atenderá a nossa cidade e também a região”, afirmou Juvenil.

A construção do Hospital de Campanha de Altamira ficará a cargo da gestão municipal, assim como a escolha do local adequado. O governo do Estado cedeu parte do terreno na área do Hospital Regional para que a unidade seja erguida.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), até às 13h desta terça (19), Altamira registrou 192 casos de Covid-19 e duas mortes, números que, para o governador, podem ser influenciados diretamente pelos habitantes. “Reforço o quanto é importante cada um tomar as medidas de proteção, como ficar em casa e se proteger. Dessa forma, saindo apenas nos casos necessários, a gente vai conseguir superar essa situação. Fiquem em casa, protejam as famílias de vocês”, pediu.

Descentralização – Além de Altamira, o governo do Estado deve instalar Hospitais de Campanha em Soure, no Marajó, em Redenção, no sul do Pará, e um segundo em Belém. Atualmente, quatro Hospitais de Campanha estão em funcionamento no Estado: na capital, Breves, Marabá e Santarém.

Segundo Helder Barbalho, os equipamentos que serão usados no Hospital de Campanha de Altamira continuarão na região após a desmontagem da unidade. “Recentemente mandamos três respiradores para o Hospital Regional de Altamira. Os equipamentos que são necessários para o funcionamento das UTIs vão permanecer aqui no Xingu para possibilitar que os investimentos continuem sendo usados para o bem da população”, afirmou o governador.

Sobre Madson Rabelo

Além disso, verifique

Decreto 1313, de 16 de junho de 2020, dispõe sobre a reabertura do comercio, dispondo sobre a retomada responsável,segura e gradual das atividades sociais e econômicas, no âmbito do município de Altamira

Clique no ícone abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Accessibility