‘Altamira em Páscoa’: Evento transforma a orla da cidade em grande ponto comercial e espaço de lazer para as famílias

0

Grande ponto comercial e um espaço de lazer para as crianças e as famílias. Assim se transformou a orla de Altamira em mais um final de semana do ‘Altamira em Páscoa’.

A programação da sexta-feira (22), já começou pra lá de animada com o aulão de dança para os visitantes do evento. Instruídas pelo professor Dennis Silva, os visitantes tiveram a oportunidade de praticar várias coreografias, embalados por diversos sucessos musicais.

Na sequência, o espetáculo ficou por conta da Banda Municipal de Altamira, que apresentando um repertório diversificado com músicas regionais, pop e internacionais, deram prosseguindo a animação do público.

Gildemar Mendes Silva, maestro da banda do município de Altamira, agradeceu a oportunidade de participar do evento. “A gente está envolvido hoje na rota das atividades da Prefeitura e como em outros eventos, a gente tem recebido o convite e é muito bom. Estamos mostrando o nosso trabalho e ter esses momentos para o grupo em geral, é bem gratificante”, afirma.

Para fechar a noite de apresentações com chave de ouro, a banda “Ritmos” levantou o público com músicas que estão no topo das paradas de sucesso de todo o Brasil.

No sábado (23), a organização do evento preparou uma programação totalmente dedicada as crianças, que lotaram a orla da cidade, com sorrisos de janelinhas e muita animação. Com os rostos desenhados de coelhos, a orla foi tomada por uma imensa coelhada, desde os mirins até os quase jovenzinhos.

A programação foi iniciada com a dança kids comandada pelos coelhos gigantes, que colocaram os minis coelhinhos para balançarem os esqueletos. Acompanhados dos papais, mamães e responsáveis, as crianças também participaram da corrida de coelhos, que premiou os vencedores das disputas, como Lara Sofia de França Rodrigues de 9 anos. “Achei tudo muito legal, muita brincadeira hoje. Muito legal, porque sempre eu venho quando tem essas brincadeiras. Eu chamei meu pai e meu primo pra gente poder vir brincar e participei da corrida e ganhei chocolate”, comemora.

O motorista e papai da Lara, Hugo Darlin Silva Rodrigues, agradece a oportunidade de se divertir com sua família. “O evento aqui está sendo muito legal, eu vim trazer a minha filha e meu sobrinho para se divertir e eles estão gostando muito, ganhando brinde aqui com a galera, se divertindo muito. Os filhos se divertem, a gente se diverte também. Esses momentos de lazer junto com a família são muito interessantes’, comenta.

Carla Beatriz Araújo Nunes, levou seu pequeno Cael para se divertir no evento e ambos aprovaram o evento. “O Cael amou ficar no colo do coelho, tô achando muito interessante, muito legal. Vi que estava tendo interação entre os pais com as crianças, então é uma coisa que todo mundo se diverte ao mesmo tempo, pra poder se distrair um pouco em meio a tantas coisas ruins acontecendo, é muito interesse podermos ter esse momento de lazer”, relata.

Davi Ramos Leal, de 9 anos, participou da programação acompanhado pelos pais e também curtiu o evento. “Achei tudo muito legal. Me diverti muito e gostei bastante de pintar o meu rosto e ficar parecido com um coelho”, disse.

Além das brincadeiras para as crianças, foram realizadas apresentações da Escola Municipal de Dança, juntamente com a escola Ballet Art, que encantaram o público presente com diversos espetáculos de dança e teatro.

O bailarino Cleison Pageu, da escola Ballet Art, apresentou uma dança de um jovem casal apaixonado. Para Cleison, a oportunidade de mostrar para o público sua apresentação foi muito boa. “Achei muito bom, pois com a apresentação podemos estar desenvolvendo mais a dança aqui na nossa cidade”, afirma.

Em meio ao sucesso de público e com a animação das brincadeiras, quem sorriu mesmo foram os vendedores de chocolate e artesãos presentes no evento.

Ashley Figueiredo Pereira, vendedora de brigadeiros gourmet, agradece o espaço cedido para realizar suas vendas e comemora os resultados financeiros com o evento. “As vendas estão ótimas, essa é uma oportunidade incrível. Meu esposo vende andando pela orla e eu estou vendendo aqui na tenda. A gente vive só da renda do brigadeiro e eu achei que nunca ia aparecer uma oportunidade dessa, mas apareceu e eu estou maravilhada”, celebra.

Já a boleira, Vilma Pires de Sousa, antes vendia seus bolos somente em sua casa e pelas redes sociais. Agora tendo um espaço na orla, Vilma comemora os bons resultados. “Até agora as vendas estão sendo muito boa, eu estou vendendo bastante. Estou fazendo promoção nos meus bolos e as vendas estão boas e graças a Deus estou vendendo bem”, expõe.

Thaisa Mello é vendedora de canecas personalizadas, mas por ser um evento relacionado a páscoa, a artesã se aventurou nos enfeites com temáticas sobre a comemoração. “A gente está muito feliz de estar participando do evento de uma maneira mais próxima, bem em frente as apresentações na Concha Acústica. Com isso, temos mais movimento e mais visibilidade, então muitas pessoas visitam, conhecem o trabalho. Esse é um espaço muito legal e importante para o contato e também para fortalecer os nossos laços com as nossas amigas artesãs. A feira é uma festa, uma confraternização e a gente fica sempre muito feliz em participar”, festeja.

A chefe de divisão da Secretaria Municipal de Agricultura, Patrícia Sarmento, da Secretaria Municipal de Agricultura, fala sobre as expectativas de vendas para os vendedores. “A expectativa são as melhores possíveis. Ano passado a gente também realizou o Altamira em Páscoa e tivemos um expositor que conseguiu, durante os dias de evento, r$10 mil reais. Então nossa expectativa para essa segunda edição é que eles consigam superar esse valor”, relata.

Sarmento acrescenta o sentimento ao ver os vendedores com os espaços para realizarem as suas vendas. “O nosso sentimento é de gratidão, porque muitos deles me falam que antes eles não tinham essa oportunidade. E hoje a gente poder dar essa oportunidade para eles, esse espaço para eles, e assim é muito gratificante proporcionar isso para eles, então é só felicidade”, expressa.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade