UPA divulga por meio da Sesma os dados do relatório trimestral dos atendimentos feitos na unidade

0

Os relatórios mensais de procedimentos e atendimentos realizados pela Unidade de Pronto Atendimento, UPA – de Altamira mostra que, durante os meses de agosto, setembro e outubro de 2023, 25.514 pacientes de Altamira e 887 de outros municípios da região precisaram de algum tipo de acolhimento médico de urgência e emergência na unidade. Os dados mostram que a média diária de atendimentos ficou em torno de 280 pessoas.

Dentre os atendimentos feitos ainda no primeiro acolhimento, somente 48 pacientes foram classificados na cor vermelha, como de emergência. 6.456 foram na zona amarela, classificados como urgentes, 9.848 foram classificados na cor verde, de pouca urgência. E, 9.162 pacientes que procuraram acolhimento foram classificados na cor azul, não urgente.

A UPA conta com um quadro atual de servidores de 148 profissionais e recebe além de Altamira, pacientes vindos dos outros 8 municípios da região do Xingu. Nos meses de agosto, setembro e outubro de 2023, foram 887 acolhimentos de pacientes de outras cidades, sendo Vitória do Xingu (128), Senador José Porfírio (252) e Brasil Novo (121), as que mais tiveram atendimentos de saúde na UPA de Altamira. Em seguida, aparecem Anapu (108), Medicilândia (61), Uruará (22), Porto De Moz (21) e Pacajá (23). A UPA atendeu também, nesse último trimestre, 142 pacientes transferidos de outros municípios.

A UPA oferta além do atendimento médico emergencial, exames de radiologia e de laboratório. No total, 4.534 pacientes precisaram dos serviços de radiologia e 7.257 exames foram realizados, totalizando 11.791 atendimentos. O relatório aponta ainda que o laboratório teve 3.444 pacientes atendidos e 14.111 exames realizados, totalizando 17.555 atendimentos. É importante ressaltar que o número de exames sempre será maior que o total de pacientes, pois tudo depende das solicitações feitas no atendimento médico.

O relatório mostra que entre os atendimentos feitos, 392 pacientes precisaram ser transferidos para outras unidades de saúde, sendo 311 encaminhados para o Hospital Geral de Altamira (HGA), e 81 para o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT).

Somente nos últimos três meses 1.463 pessoas deram entrada na Unidade de Pronto Atendimento, e foram atendidos, após sofrerem acidentes de trânsito. No mês de outubro, foram 563, 139 a mais que o registrado no mês de setembro.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) é a porta de entrada de pacientes para o Hospital Municipal e para o Hospital Regional, e é também um importante instrumento de socorro à população, com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, e vários outros profissionais que garantem o atendimento de urgência e emergência da população de Altamira e região.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade