SEMMA, SEEG e IPAM realizam reunião para discutir dados e construir iniciativas para Altamira

0

Com a divulgação da nova estimativa do SEEG em 13 de junho de 2022, o município de Altamira esteve no cenário nacional e internacional pela emissão de gases de efeito estufa. Segundo o SEEG, foram emitidos 35 MtCO2e contra uma remoção de 26 MtCO2e. Assim, uma reunião entre a prefeitura de Altamira com a equipe do SEEG foi marcada, para discutir uma agenda de aprofundamento dos dados objetivando conduzir ações conjuntas para o enfrentamento dessas emissões.

A reunião ocorreu em 20 de junho de 2022, às 14h e contou com a presença dos especialistas do SEEG: Tasso Azevedo, Bárbara Zimbres, Elizangela Trzeciak e Lucimar Souza e Ane Alencar (IPAM). Pela SEMMA, participaram o Secretário de Gestão de Meio Ambiente e o setor de Análise Ambiental juntamente com o consultor Tarcísio Feitosa – colaborador do tema junto ao governo municipal.

Tasso Azevedo frisou a importância em considerar as remoções realizadas pela atividade humana, ou pela recuperação do crescimento das florestas secundárias, e parabenizou o município pela iniciativa, dizendo que é um grande desafio, indicou também a importância de observar as experiências do Município de Paragominas que foi o campeão em remoções promovidas pela intervenção humana, base importante para os cálculos hoje.

O Poder Executivo Municipal reconhece o grande desafio que envolve o tema, quer seja pelo tamanho do município, assim como pelos diversos problemas fundiários, ambientais e econômicos. Porém, não se exime da responsabilidade e demonstra comprometimento em buscar soluções ao ter promovido o I Concerto Ambiental de Altamira, onde diversos especialistas de várias regiões do Brasil debateram com representantes de instituições governamentais, de ensino e de segmentos de nossa sociedade, temas como desmatamento ilegal, queimadas, uso e ocupação, agricultura familiar, dentre outros. O Prefeito Municipal cita a Carta de Altamira para o Meio Ambiente, o principal produto deste Concerto contendo 81 (oitenta e uma) metas ordenadas em 9 (nove) escopos, que nortearam a elaboração de políticas públicas para alcançarmos o desenvolvimento sustentável de nosso município. Além disso, a SEMMA já interditou aproximadamente 40 mil hectares de desmatamento ilegal.

Foram encaminhamentos desta reunião:

  1. a) o SEEG colocou-se à disposição, assim como seu acervo de imagens de satélite de alta resolução para auxiliar a SEMMA à análise e compreensão sobre os dados de uso da terra, que foi o principal vetor das emissões municipais;
  2. b) o IPAM se manifestou à disposição para construir um termo de cooperação de modo a capacitar técnicos da secretaria para gerir os dados e propor políticas públicas para alterar o cenário atual.

O próximo passo será uma reunião técnica de planejamento entre a equipe da SEMMA e o IPAM que terá o ponto focal ao MapBiomas e do SEEG no Município.

[1] O SEEG é uma iniciativa do Observatório do Clima que compreende a produção de estimativas anuais das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) no Brasil.

[2] O MapBiomas é uma rede colaborativa, formada por ONGs, universidades e startups de tecnologia, que revela as transformações do território brasileiro, por meio da ciência, tornando acessível o conhecimento sobre o uso da terra, a fim de buscar a conservação e combater as mudanças climáticas.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade