Prefeitura de Altamira doa cestas básicas para comunidades isoladas do Rio Xingu

0

Diante dos impactos causados pela estiagem, a prefeitura de Altamira uniu forças com a Norte Energia para levar alívio imediato às comunidades ribeirinhas. Uma equipe com 9 servidores foi formada para uma missão humanitária única que durante cinco dias, navegou mais de 120 quilômetros, enfrentando desafios para alcançar as ilhas e entregar 200 cestas básicas para os moradores.

“Eu moro aqui há 55 anos na região e eu nunca tinha visto um ano seco igual a esse, quando eu vi uma seca igual a esse eu tinha 10 anos de idade”, afirma José Naro Ribeiro, ribeirinho e pescador.

As famílias que receberam ajuda fazem parte de um levantamento já feito pela Defesa Civil de Altamira, que desempenhou um papel vital nessa missão aproveitando a oportunidade para atualizar os cadastros dos moradores, garantindo uma resposta mais eficaz em futuras situações de emergência.

“A dificuldade foi muito grande porque a seca secou demais o rio, a gente não teve mais condição de pescar e até pegar o peixe para alimentação, pois secou muito. Agradeço o apoio da prefeitura de Altamira pelo apoio que estão dando para os ribeirinhos e pescadores”, ressalta a ribeirinha Francela Rodrigues.

A ação identificou 188 famílias ribeirinhas que foram beneficiadas com as cestas básicas adquiridas com recursos próprios do município, e teve o apoio logístico da empresa Norte Energia com a embarcação.

“Hoje a gente tá muito feliz que estamos esperando vocês, e chegou em uma hora muito boa essas cestas para ajudar nós aqui”, enfatiza Sabrina Vieira, da Comunidade Boa Esperança.

A estiagem recorde deixou as comunidades totalmente isoladas e aumentou o tempo de viagem, com o rio seco a pesca fica comprometida e comprar alimento dos chamados regatões (comerciantes que vendem produtos em barcos) se torna uma prática extinta.

“Tenho 47 anos de pesca, e agora a gente não pode pescar porque o rio tá muito seco, não tem capacidade da gente navegar no rio para poder pescar para a gente sobreviver, e as coisas ficam difíceis, e eu quero agradecer a Deus e essa ajuda do pessoal”, afirma Lindomar Machado, pescador e morador da comunidade Cajueiro.

Sem rios navegáveis é impossível chegar às comunidades, e o trabalho feito pela prefeitura de Altamira mostra a importância do cuidado e assistência.

Decreto de Situação de Emergência Climática

A Segmuc e Semma solicitaram um Decreto de Situação de Emergência Climática na RESEX do Riozinho do Anfrísio, e no dia 04 de outubro deste ano, após identificada a situação, a prefeitura de Altamira emitiu o Decreto Oficial devido à estiagem ocasionada pelo fenômeno climatológico El Niño, pelo que se gerou estado de vulnerabilidade socioeconômica, ambiental e técnica, o que acarretou prejuízo econômico uma vez que inviabiliza o escoamento da produção extrativista, agrícola e pecuária da zona rural para a cidade.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade